PIBID

PIBID

terça-feira, 27 de setembro de 2016

A Raiz

PIBID 2016 - Segundo Semestre


Grupo: Leonardo Henrique, Melina Arantes, Clécia Alves, Elaine Lima, Bruno Henrique, Lucas Lellis e Renata Armelin.
Prof. (a) supervisora: Karina N. dos Santos
Série: 9° ano do ensino fundamental             Cidade: Muzambinho - MG
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida

Aula de Campo
Aula 02 - Raízes
Data - 14/09/2016



Dando início aos estudos das partes constituintes de uma planta, começamos a abordar a raiz. Esta parte possui funções primordiais para planta como:

Fixação,
Absorção (água e sais minerais),
Reserva | Condução e Síntese de substâncias.


Em uma breve análise da Praça dos Andradas do município de Muzambinho-MG, pode-se constatar a riqueza recursos para se trabalhar a temática atual do projeto PIBID. Mediante a isso, surgiu a ideia de se explorar o local em uma aula de campo.


A aula de campo é um método bastante utilizado em disciplinas que exigem análises empíricas sobre o assunto em estudo. Compreende-se que esse tipo de metodologia possui grande eficácia no processo ensino aprendizagem, permitindo, aos alunos, um contato com aspectos mais amplos referentes aos temas Ecologia de Campo, Fauna, Botânica, Solos, Biogeografia, etc, aspectos estes, que não poderiam ser identificados ou compreendidos apenas com leituras. Desse modo, todas as emoções e sensações surgidas durante a aula de campo em um ambiente natural podem auxiliar na aprendizagem dos conteúdos, à medida que os alunos recorrem a outros aspectos de sua própria condição humana, além da razão, para compreenderem os fenômenos. O desenvolvimento de atividades em espaços com essas características traz a vantagem de possibilitar, ao estudante, a percepção de que fenômenos e processos naturais estão presentes no ambiente como um todo, possibilitando explorar aspectos relacionados com os impactos provocados pela ação humana nos ambientes. (UECE, 2009, s. p.)




A abordagem do contexto de raízes começou pela sua definição, e questionamentos foram feitos aos alunos com relação a isso.




Logo após, com o auxílio de uma cartolina e um pincel, foi representado aos discentes as partes constituintes da raiz, e juntamente foram explicadas as funções desempenhadas pelas mesmas. Posteriormente foi falado a respeito da classificação das raízes quanto ao ambiente em que estão inseridas (aquática, subterrânea, aéreas).

Conteúdo Programático da Aula 

  • Deslocamento dos discentes para uma praça da cidade; 
  • Definição de raiz (citar, demonstrar e explicar); 
  • As partes que constituem uma raiz (coifa, zona pilífera, zona lisa e zona de ramificação ) e suas funções; 
  • Classificação das raízes quanto ao ambiente (aquática, subterrânea, aéreas); 
  • Raízes subterrâneas (axial | pivotante | fasciculada); 
  • Raízes subterrâneas como estrutura de reserva (tubérculos | raízes tuberosas) ; 
  • Raízes áreas especiais (estranguladoras, grampíformes, haustórios, raízes de escora, pneumatóforos , tabulares); 
  • Finalização (retorno a escola).




Tipos de Raízes

Com relação aos tipos de raízes, em aula destacamos nas explicações as que presentes foram encontradas na praça, e também aquelas que estão envolvidas na nossa alimentação, das quais levamos algumas amostras.

- Raízes especiais: estranguladoras | grampiformes | tabulares  (Foram os tipos encontrados na praça do município).
- Raízes tuberosas: Amostras de cenoura, beterraba e batata doce.








Os alunos adoram a proposta da aula e temos a certeza de que foi uma intervenção de bons aprendizados.

Devemos explorar sempre que possível ao máximo o meio no qual os alunos estão inseridos, propiciando ensino e aprendizagem na abordagem de fatos e contextos do cotidiano.

                                            Texto: Leonardo Henrique Thimóteo da Silva                                                                  Fotos:Elaine Lima







Referências Bibliográficas

SOUZA, Vinicius Castro. Introdução à botânica: morfologia. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2013.

ALVES, E. S. Qual a diferença entre raiz tuberosa, tubérculo e bulbo? Disponível em: <http://novaescola.org.br/conteudo/169/qual-diferenca-entre-raiz-tuberosa-tuberculo-bulbo-caule-cebola-batata-beterraba.> Acessado em: 13 de set. de 2016.

MUNDO ESTRANHO. Qual a diferença entre raiz, tubérculo e bulbo? Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/qual-a-diferenca-entre-raiz-tuberculo-e-bulbo/ . >Acessado em: 13 de set. de 2016.

CULTURA MIX. Raízes Tuberosas. Disponível em: < http://flores.culturamix.com/informacoes/raizes-tuberosas. >Acessado em: 13 de set. de 2016.


UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. LABORATÓRIO DE ECOLOGIA - LABOECO - CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. Aula de Campo. Ceará: CE, 2009. Disponível em: <http://uece.br/laboeco/index.php/aula-de-campo>. Acessado em: 27 de set. de 2016.


sábado, 24 de setembro de 2016

Apresentação de Trabalhos dos Alunos dos 9ºs anos do Cesário Coimbra

"Escola Estadual Cesário Coimbra"
Supervisora: Izabel Assis
Bolsistas: Flávia Galera, Isadora Frigo, Larissa Batista, Larissa Ferreira, Mônica Beraldo e Samuel Dias.

No dia 16 de Setembro foi o dia dos alunos dos 9° anos da Escola Estadual Cesário Coimbra apresentarem seus trabalhos sobre Botânica.

Alunos apresentam vídeo produzido por eles sobre "Flores"

Cada grupo ficou responsável por uma parte da planta, como raiz, caule, folha, flor, fruto e semente.

Apresentação do trabalho sobre "Folhas"

Exemplares de flores trazidas pelos alunos.

Os alunos tiveram que usar conteúdos ensinados nas aulas ministradas pelos bolsistas do PIBID, além de pesquisarem mais a fundo cada tema em livros ou na internet e usar a criatividade para desenvolverem seus trabalhos.

Modelos de raízes feitas de biscuit.

Flores trazidas pelos alunos.

As turmas fizeram diversos tipos de apresentações, tivemos apresentação em Power Point, vídeo feito pelos alunos, cartazes, amostras de raízes, amostras de folhas, maquete de raízes com biscuit, experimentos com flores e até mesmo um chá de Camomila, para mostrar a importância que as flores possuem também na alimentação.

Alunas apresentando trabalho sobre "Folhas".

Cartaz sobre os tipos de sementes.

Experimento feito com rosa branca e corante azul para alimentos diluído em água.

As apresentações foram importantes para passar o conteúdo pesquisado para os demais colegas de sala, dar uma visão mais detalhada sobre cada parte de uma planta, e também atrair o interesse e a participação dos alunos para a aula de botânica.

Espécime de raiz trazida pelos alunos.

Experimento do feijão no algodão feito sobre o tema "Sementes"


Trabalho feito sobre o tema "Raiz"

Cartaz produzido pelos alunos sobre a importância das árvores.


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Morfologia, Anatomia e Sistemática Vegetal

PIBID 2016 - Segundo Semestre


Grupo:  Leonardo Henrique, Melina Arantes, Clécia Alves, Elaine Lima, Bruno Henrique, Lucas Lellis e Renata Armelin.
Prof. (a) supervisora:  Karina N. dos Santos
Série:  9° ano do ensino fundamental           Cidade: Muzambinho - MG
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida



Aula 01 - Morfologia, Anatomia e Sistemática Vegetal 
Data -  08/09/2016

Após as reuniões de planejamento, mais uma vez, estamos retomando as atividades do segundo semestre com o programa PIBID - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência.

De início, para permitir a interação entre os bolsistas e alunos na primeira aula do programa e quebrar aquele gelo inicial com as turmas de timidez e vergonha, foi feita uma dinâmica de apresentação, a qual possibilitou conhecer os novatos no projeto. Mediante a mesma também foi explicado o que seria o PIBID, e ressaltado a sua importância nas escolas públicas.

Dinâmica do Conhecimento

Essa dinâmica consiste em uma apresentação oral de todos os presentes na sala. Perguntas devem ser feitas oralmente a todos os alunos, e ao final ou início o mediador deve se apresentar aos mesmos.


Foram feitas perguntas como:

·         Seu nome?
·         Idade?
·         De onde é?
·         Que disciplina mais gosta?
·         Qual a profissão que pretende seguir?
·         Já participou desse projeto?
·         De que forma aprende melhor o conteúdo na escola?

Iniciamos com nossos alunos a primeira temática de trabalho - “Morfologia, Anatomia e Sistemática Vegetal”. Nessa aula buscamos introduzir alguns dos aspectos gerais que envolvem o tema, visando assim, a abertura da visão dos discentes para estudo.




Conteúdo Programático da Aula
  • Dinâmica;
  • Introdução: A importância das plantas
  • Definições: Botânica, Anatomia e Sistemática Vegetal;
  • Os grupos existentes de plantas: Briófitas, Pteridófitas, Gimnospermas e Angiospermas;
  • Quais as partes constituintes de uma planta?
  • Aspectos Gerais: Raiz, Caule, Folhas, Flores, Frutos e Sementes
  • Desmistificando alguns conceitos: O verdadeiro pulmão do mundo, a planta também é um ser vivo;
  • Síntese e recapitulação.

O conteúdo foi passado em uma aula expositiva e dialogada, com a utilização de recursos de multimídia. Ao explicarmos as partes constituintes de uma planta, buscamos contextualizar de uma maneira clara o assunto, sendo assim, para a explicação utilizamos algo no concreto.Então, logo após questionar os alunos sobre as partes da planta, com um pé de tomate (tomateiro) foi mostrado esse contexto.




Os alunos demonstram muito interesse no assunto e algumas dúvidas até surgiram no decorrer das aulas.Contudo, ao final de todas as aulas buscamos elaborar junto aos alunos uma síntese do conteúdo aprendido. 

Estamos diante de uma nova jornada na formação inicial e que esta nos possibilite adquirir novas experiencias.
Texto: Leonardo Henrique Thimóteo da Silva 
                                                                      Fotos:Elaine Lima









quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Primeira Aula Cesário Coimbra

"Escola Estadual Cesário Coimbra"
Supervisora: Izabel Assis
Bolsistas: Akiiany Anderson, Flávia Galera, Larissa Batista, Larissa Ferreira, Mônica Beraldo, Samuel Dias.


No dia 08 de Setembro de 2016 iniciamos o segundo semestre das atividades do PIBID na Escola Estadual Cesário Coimbra com alunos do 9º ano do ensino fundamental, onde o primeiro tema a ser trabalhado será botânica. 

Imagem 1: Alunos dos 9ºs anos em visita a praça Pedro de Alcântara Magalhães.

Iniciamos as atividades com a apresentação dos bolsistas do PIBID para a sala e logo depois com o assunto botânica, explicando inicialmente o significado da palavra botânica. Em seguida a sala foi dividida em seis grupos dos quais cada grupo ficará responsável por uma determinada parte da planta, exemplo: grupo 1 (raízes); grupo 2(caules); grupo 3 (folhas); grupo 4 (flores); grupo 5 (frutos) e grupo 6 (sementes).

Imagem 2: exemplar de fruto carnoso encontrado a praça.

Imagem 3: exemplar de fruto seco encontrado na praça.


Em seguida foi explicado a finalidade do trabalho, onde cada grupo terá a responsabilidade de apresentar de forma criativa seu tema, podendo optar pela apresentação em cartaz, com música, teatro e também levando exemplos para dentro da sala de aula para o restante da sala. Foi proposto que os alunos trouxessem alguns tópicos de acordo com o seu tema, como por exemplo a anatomia, formatos, alimentos, os que não são alimentos e funções. Ficou definido com os alunos que eles deverão apresentar os seus respectivos trabalhos na próxima aula do PIBID.

Imagem 4: exemplos de diferentes folhas.


Logo em seguida os alunos foram levados para uma praça em frente à escola, onde os professores explicaram algumas características de cada tema proposto e também algumas curiosidades.

Imagem 5: bolsistas explicam sobre as plantas para os alunos.