PIBID

PIBID

terça-feira, 31 de maio de 2016

Aula Sobre Resíduos - Parte 1

Grupo: Dayse Carvalho, Flávia Galera, Larissa Batista e Leonardo Henrique.      

Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida
    

          Na segunda semana de trabalho do PIBID, que ocorreu dia 24 de Fevereiro, foi apresentado aos alunos aula teórica sobre o tema "Resíduos". 

Imagem 1: Resíduos Industriais


     Nesta aula, foi possível conhecer quais os tipos existentes de resíduos e como eles são classificados (sólidos, domiciliares, provenientes da limpeza urbana, industriais, hospitalares, da construção civil, agrossilvopastoris, dos serviços de transporte e da mineração)

Imagem 2: Resíduos Domiciliares

          Em seguida, foi possível saber um pouco mais sobre a destinação de todos esses resíduos, a diferença entre Aterro Sanitário e Aterro Controlado e suas vantagens e desvantagens e sobre os problemas causados pelos Lixões. 

Imagem 3: Lixão

          O assunto "Consumismo" e como ele afeta o meio ambiente também foi abordado e, para finalizar a aula, "Os 7 R's da Sustentabilidade" (Repensar, Reduzir, Reutilizar, Reaproveitar, Reciclar, Recusar, Recuperar) também foram falados.

Imagem 4: Os 7 R's - Recusar

          



Debate sobre a situação do lixo em Muzambinho

  Grupo: Dayse Carvalho, Flávia Galera, Larissa Batista e Leonardo Henrique.     

Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida     


          No dia 31 de Março, as quatro turmas dos 3ºs anos do Ensino Médio trabalharam um pouco sobre como Muzambinho e suas autoridades competentes estão lidando com a situação do lixão da cidade. 
            No início da aula relembramos alguns conceitos trabalhados em aulas anteriores, como o que é um aterro sanitário e o que o diferencia de um aterro controlado, os tipos de lixo que produzimos e também um pouco sobre compostagem do lixo orgânico. 


Imagem 1: Como funciona um aterro controlado. Disponível em <<http://rnews.com.br/voce-sabe-a-diferenca-entre-aterro-lixao-e-aterro-controlado.html>>


          Posteriormente foram passadas duas reportagens para os alunos sobre a temática "A situação do lixo em Muzambinho". A primeira delas tem como título: "Apesar de proibição, catadores de recicláveis trabalham em lixão de Muzambinho", feita pela EPTV e disponível no Portal G1 no link http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/v/apesar-de-proibicao-catadores-de-reciclaveis-trabalham-em-lixao-de-muzambinho/2630265/, fala sobre a situação dos catadores de lixo na cidade, de suas condições de trabalho e também de uma Cooperativa de Catadores que lhes foi prometida porém ainda não foi criada efetivamente. 


Imagem 2: "Apesar de proibição, catadores de recicláveis trabalham em lixão de Muzambinho" 12 de Junho de 2013, EPTV. Disponível em: <<http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/v/apesar-de-proibicao-catadores-de-reciclaveis-trabalham-em-lixao-de-muzambinho/2630265/>>

          A segunda reportagem, intitulada "População reclama de aterro controlado de Muzambinho, MG" também feita pela EPTV e disponível no link http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2016/01/populacao-reclama-de-aterro-controlado-de-muzambinho-mg.html, fala sobre a indignação da população com relação ao lixão da cidade, que já deveria estar extinto para se adequar a Lei nº 12.305/10, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que diz "Cria metas importantes que irão contribuir para a eliminação dos lixões e institui instrumentos de planejamento nos níveis nacional, estadual, microregional, intermunicipal e metropolitano e municipal; além de impor que os particulares elaborem seus Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos.". 

Imagem 3: "População reclama de aterro controlado de Muzambinho, MG" 26 de Janeiro de 2016, EPTV. Disponível em: <<http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2016/01/populacao-reclama-de-aterro-controlado-de-muzambinho-mg.html>>

          Em seguida, iniciamos o debate perguntando aos alunos o que eles fariam para mudar as situações vistas nas reportagens, como ajudar os catadores e, ao mesmo tempo, acabar com o lixão. Muitas questões foram levantadas e discutidas, algumas delas foram: alternativas de fonte de renda para os catadores: seria uma Cooperativa a melhor solução?; Como a população pode ajudar a resolver esses problemas?; Quanto tempo seria necessário para a implementação de um aterro?
          Os alunos se mostraram muito curiosos e interessados sobre o tema, principalmente porque é uma situação que está ocorrendo muito próxima a nossa realidade e, como cidadãos, temos que zelar pelo bem estar da cidade em que vivemos. 

sexta-feira, 20 de maio de 2016

A questão energética brasileira - Parte 1

PIBID 2016 - Primeiro Semestre


Grupo:  Leonardo Henrique, Larissa Batista, Flavia Galera e Dayse Carvalho
Prof. (a) supervisora: Leda Maria Silva
Séries:  3° ano do ensino médio                   Cidade: Muzambinho - MG
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida   

Teoria | Prática

Aula 5 -  A questão energética brasileira - Parte 1
Dia - 13/05/2016   

Para retomar as ações do PIBID com turmas do 3º ano do Ensino Médio, na E.E.P.S.A., na última sexta, 13 de maio, foi iniciada uma nova temática de trabalho “a questão energética brasileira”, a qual visa salientar os avanços da energia elétrica do nosso país.




A metodologia de trabalho deste grupo, evidenciou em explorar uma aula introdutória na qual envolvesse teoria e a prática. O conteúdo teórico foi ministrado em uma aula expositiva e dialogada, com a utilização e apoio de recursos de multimídia, já o contexto prático foi mediado frente a construção de mapas mentais| mapas conceituais com os discentes. 

Conteúdo Programático da Aula

  • Introdução;
  • Questionamento - Será que toda a população tem acesso à energia?
  • Dados estatísticos mundiais do acesso ao recurso energético;
  • Os problemas causados pela falta de energia;
  • Programa luz para todos: Os Problemas e as metas para atingir;
  • Frente as mudanças globais e aos avanços tecnológicos: Tecnologia e os novos meios de energia explorados pelo homem;
  • Prática Pedagógica -  Mapas Mentais | Mapas Conceituais: Explicação, exemplificação e elaboração.


Prática Pedagógica -  Mapas Mentais | Mapas Conceituais

O que é um Mapa Mental?

Um mapa mental ou Mind Maps (em Inglês)  é um tipo de diagrama sistematizado, que se elabora para representar ideias, tarefas ou outros conceitos, que se encontram interligados a uma palavra-chave ou uma ideia central, na qual as informações relacionadas em si são irradiadas.

 Este modelo foi criado pelo inglês Tony Buzan, e vem sendo uma excelente ferramenta que auxilia na compreensão e solução de problemas, na organização e conexão das informações, memorização e aprendizado.

A metodologia é amplamente reconhecida como um método eficaz, visto que melhora a memória e a compreensão dos assuntos, através da representação visual das informações.

Metodologia de trabalho: Logo após o contexto teórico, foi proposto a elaboração de mapas mentais | conceituais, correlacionados com a temática estudada. A proposta pedagógica foi explicada e exemplificada a classe. Posteriormente as turmas foram divididas em seis grupos para a execução da atividade, e os discentes receberam para a confecção: papel pardo, lápis de cor, réguas, tesouras, revistas para recorte, cola e canetão (azul, vermelho e preto). Os assuntos que englobavam a tema foram escolhidos pelos próprios discentes, para a construção do mapa, no entanto, houve a mediação dos bolsistas e da supervisora para ajudar os mesmos na atividade e nas escolhas.Após a finalização deste, todos os alunos deveram realizar uma apresentação na próxima aula.

Texto: Leonardo Henrique Thimóteo da Silva 







Referências bibliográficas:

ABRIL.1,5 bilhão de pessoas vive sem energia elétrica no mundo. Disponível em:  <http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/1-5-bilhao-de-pessoas-vive-sem-energia-eletrica-no-mundo>. Acessado em: 12 de maio de 2016.

EXAMTIME. O que é um Mapa Mental? Disponível em:  <https://www.examtime.com/pt/mapas-mentais/ >. Acessado em: 12 de maio de 2016.

ÓTIMO MESMO. Mapa mental. Disponível em:  < http://www.otimomesmo.com.br/mapa-mental/>. Acessado em: 12 de maio de 2016.