PIBID

PIBID

sábado, 31 de outubro de 2015

Novo Código Florestal Brasileiro


No dia 30 de outubro de 2015, foi discutido o assunto sobre código florestal, com os 9° anos da E.E. Coronel José Martins, na cidade de Muzambinho-MG. Debateu-se a importância de leis com a finalidade de proteger o meio ambiente e a permanência de biodiversidade no território brasileiro. A maioria dos alunos desconheciam estas leis, e a importância delas no país. 




A aula teórica iniciou-se informando desde quando os portugueses chegaram ao Brasil e começaram o desmatamento intensivo exploratório, e o surgimento das leis que lutam para preservar as matas no mundo contemporâneo.  Utilizou-se projetor de imagens para transmitir o conteúdo da aula e para a próxima aula será concluída com uma atividade prática.



Palestra - Agricultura Convencional e Conservacionista: Impactos Ambientais e o Novo Código Florestal Brasileiro

Mural de Palestras 

No dia 22 de outubro de 2015, durante a reunião semanal da turma do PIBID - Biologia, foi ministrada pelo professor Otávio Duarte Giunti uma palestra sobre as temáticas: Agricultura convencional e conservacionista: Impacto ambiental e o Novo código florestal brasileiro, onde abordou questões como a agricultura moderna (monocultura) e seus impactos;  o mal uso dos agrotóxicos; mitos e verdades sobre agricultura, além de explicar alguns pontos da  nova legislação ambiental brasileira, dando ênfase nas APPs. 

A palestra foi bem proveitosa, gerando um senso crítico nos bolsistas a respeito da utilização de agrotóxicos e ao novo código florestal, além de nos informar mais sobre os assuntos que estão sendo abordados nas escolas que aderem ao projeto PIBID.



Texto: Grupo

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Aula prática sobre Agricultura Convencional e Orgânica

Foi aplicada aos alunos do nono ano da Escola Cesário Coimbra um jogo chamado “Quem eu sou?”. No jogo levamos escritos em cartilhas palavras referentes a matéria dada nas aulas práticas de Biomas, Corredores Ecológicos/Polinizadores e Agricultura Convencional e Conservacionista, palavas como Cerrado, poluição, abelhas, agrotóxicos, Floresta Amazônica, etc.

Foi pedido aos alunos se separarem em grupos de 4 a 6 alunos e a cada grupo um estudante participante do Pibid acompanhava.

O jogo consistiu-se das seguintes regras:
1) As cartilhas são distribuídas sendo que você não pode ver a palavra escrita na sua, somente os outros participantes podem ver.
2) Os participantes devem dar dicas do que está escrito na sua cartilha até você adivinhar, e você também pode fazer perguntas relacionadas aquilo que você suspeita ser.

Houve grandes resultados pois podemos perceber que os alunos conseguiram associar todas as palavras, e quando não conseguiam nós do Pibid os ajudávamos a adivinhar a palavra. As dúvidas sobre a matéria foram esclarecidas, assim como todos os alunos adoraram a prática virando uma grande brincadeira educativa.





quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Corredores ecológicos e Polinizadores

PIBID 2015 - Segundo Semestre


Grupo: Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista, Natália Goulart e Leonardo Henrique
Prof. (a) supervisora: Jaqueline Castelo Branco
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida               
Cidade: Muzambinho - MG              Séries: 1°e 2° ano do ensino médio     

Teoria

Aula 4 -  Corredores Ecológicos e Polinizadores
Dia - 07/10/2015 e 08/10/2015  

As aulas referentes ao tema ''Corredores Ecológicos e Polinizadores'' foram ministradas na Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida, na cidade de Muzambinho - MG, nos dias 07 e 08 de outubro de 2015. O conteúdo foi desenvolvido com 4 turmas de ensino médio, sendo duas turmas de 1° e duas turmas de 2° ano.

O método adotado nas aulas foi o expositivo e dialogado com a utilização de recursos de multimídia como suporte, para o melhor desenvolvimento e entendimento dos conteúdos em sala de aula.

Tratar de assuntos amplos requererem mais tempo, o que consequentemente demanda de mais aulas em sala. Pensando nisso o conteúdo  foi divido em duas partes: 





Ao final de cada aula foi feita uma síntese do conteúdo abordado, momento esse em que solicitamos um “feedback” dos participantes e reforçamos a aula teórica. Os alunos apresentaram muito interesse e curiosidade sobre o tema, pensando nisso desenvolvemos a aula prática baseada nos focos de interesse. 
                                                                                    Texto por: Grupo


terça-feira, 27 de outubro de 2015

Aula Prática 01 - O Jogo Batalha de Biologia

PIBID 2015 - Segundo Semestre


Grupo: Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista, Natália Goulart e Leonardo Henrique 
Prof. (a) supervisora: Jaqueline Castelo Branco
Cidade: Muzambinho - MG           Séries: 1°e 2° ano do ensino médio    
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida    

Prática

Aula 3 - Jogo Batalha de Biologia
Dia - 16/09/15 e 07/10/15

Trabalhar conceitos somente de forma teórica, muitas vezes não possibilita ao aluno a absorção do conteúdo exposto em sala de aula, portanto buscar novas formas de ensino para a educação é essencial para o processo de aprendizagem. A aula prática surge nesse contexto como uma ferramenta facilitadora do conteúdo, permitindo a contextualização do assunto de uma forma lúdica.


Metodologia

Observação: Por motivos de uma possível publicação desta metodologia no I Encontro Estadual do PIBID de Minas Gerais, o qual acontecerá nos dias 10,11 e 12 de novembro de 2015 na Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), a mesma se encontrará descrita em nosso blog, logo após a realização do evento.




domingo, 25 de outubro de 2015

O julgamento: Agricultura Convencional X Conservacionista



Para as aulas dos dias 9 e 21 de Outubro foi discutido um tema superinteressante com os alunos do 9º ano da E.E Coronel José Martins. Abordamos as diferentes agriculturas que são exercidas no Brasil e no mundo, a agricultura convencional e agricultura conservacionista. E aproveitamos para conversamos sobre os impactos ambientais causados pelos dois tipos e qual melhor se adequa ao meio de vida da população brasileira.




A aula foi dividida em dois momentos, o primeiro foi uma aula expositiva de caráter informativo usando de recursos visuais como projetor de imagem e quadro negro. Mostrando aos alunos as diferenças entre as agriculturas, demonstrando pontos positivos e negativos de cada, gerando assim uma discussão de qual agricultura a cidade de Muzambinho - MG e região trabalham.

















Para o segundo momento, dividimos a sala em dois grupos, simulando um tribunal no qual iria ser julgado o melhor tipo de agricultura. Para melhor desenvolvimento do “julgamento”, foi disponibilizado tempo para os alunos reunirem informações e provas contundentes contra o outro tipo de agricultura, elaborando assim uma defesa e ataque.














 


Ao iniciar o “julgamento” os alunos ficaram um pouco acanhados mas logos deixaram a timidez de lado e a discussão ficou intensa. Como mediador do julgamento um dos alunos bolsistas do PIBID interferia ou direcionava a discussão. A conclusão do julgamento realizou-se pelos próprios alunos, que ao final concordaram que os dois tipos de agricultura são importantes para o desenvolvimento social e econômico do país, mas que meditas de precaução para evitar danos permanentes no meio ambiental é de caráter fundamental, lembrando sempre que as gerações futuras necessitarão dos recursos naturais que tanto usamos hoje para nosso benefício.