PIBID

PIBID

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Participação do PIBID na semana pela vida da E.E.P.S.A.


PIBID 2015 - Segundo Semestre


Grupo:Natália Goulart, Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista e Leonardo Henrique
Prof. (a) supervisora: Jaqueline Castelo Branco
Cidade: Muzambinho - MG          Séries: 1°e 2° ano do ensino médio 

Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida 



Mural de Palestras 



No dia 03 de dezembro de 2015, durante a “Semana pela vida” da Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida - E.E.P.S.A., os bolsistas Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista, Natália Goulart e Leonardo Henrique, participaram do evento ministrando uma palestra sobre a tragédia de Marina - MG, onde abordaram-se várias questões que circundam a mesma.

A palestra foi bem proveitosa, pois acreditamos ter despertado o senso crítico entre alunos e professores a respeito do grande impacto ambiental ocorrido. Destaca-se também, que o encontro permitiu a divulgação do trabalho do PIBID dentro da escola.





Obs.: Vídeo utilizado na abertura da palestra.Este vídeo mostra uma reportagem especial, exibida no programa Domingo Espetacular da tv Record, o mesmo mostram novas imagens e uma investigação completa sobre o rompimento das duas barragens da mineradora Samarco.
YOUTUBE. Flagrantes inéditos e revelações da tragédia em Mariana (MG). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=KlQf3PvaWCY>. Acessado em: 01 de dez. 2015.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Novo Código Florestal- Aula teórica

Bolsistas: José Nacarato, Bruno L.R.Melo , Bruna Araújo e Júlia

 Supervisora: Leda Maria

Aula PIBID - Novo Código Florestal Brasileiro


No dia 29 de outubro a aula teve como tema o Novo Código Florestal Brasileiro, onde foram mostrados aos alunos alguns pontos abordados pela lei, suas implicações e discutido sobre sua aplicabilidade. Também foi abordado os temas APP, Reserva Legal e PNRS. A aula foi expositiva – dialogada, com o auxílio do projetor multimídia e uso do quadro. Em relação ao Novo Código, procuramos também fazer uma breve discussão sobre o velho e o novo código, apontando algumas de suas principais modificações. Escolhemos imagens e esquemas para uma melhor compreensão por parte dos alunos sobre os temas APP e Reserva Legal. Abrimos espaço para que a turma se manifestasse sempre quando surgisse alguma dúvida ou quando quisessem fazer algum comentário.

            No final da aula, foi realizado um breve debate sobre a real aplicabilidade da lei nos dias atuais. Os alunos foram bastante participativos, tiveram muitas dúvidas, principalmente em relação ao Código Florestal em si e deram sua opinião sobre o assunto, assim como sugestão sobre possíveis soluções de alguns pontos abordados.

Grupo: Bruna Ap. Araújo, Bruno L. R. Melo, José N. Neto, Júlia Daniele Ribeiro

Professora supervisora: Leda Maria

Desastre ambiental em Mariana


   No dia 18 de Novembro de 2015, realizamos com os alunos dos 8º A, B, e C, do ensino fundamental, da Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida, em Muzambinho-MG, uma aula expositiva- dialogada, sobre o Desastre ambiental em Mariana.

    
    A aula foi aplicada utilizando recurso de multimídia como suporte audiovisual, juntamente com estudo dirigido, levantando questões polêmicas sobre o assunto, tanto nas questões ambientais quanto socioeconômicas, com o objetivo de despertar o senso crítico dos alunos levando-os a formar um debate, expondo diferentes opiniões sobre o assunto, sendo  ricamente produtiva a participação dos alunos em geral.

domingo, 20 de dezembro de 2015

Programa Bom dia PIBID - O Novo Código Florestal


PIBID 2015 - Segundo Semestre


Grupo: Natália Goulart, Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista e Leonardo Henrique 
Prof. (a) supervisora: Jaqueline Castelo Branco
Cidade: Muzambinho - MG           Séries: 1°e 2° ano do ensino médio    
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida    

Prática e Teoria

Aula 7 - Programa Bom dia PIBID - O Novo Código Florestal
Dia - 24/11/15

No dia 24 de novembro de 2015, foi realizada uma aula teórico-prática, a qual visou trabalhar a temática “O Novo Código Florestal”, juntamente com turmas do 1º e 2º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida. Para tratar desse assunto tão complexo e burocrático com nossos alunos, visamos sintetizar conteúdo, debatendo assim apenas os principais pontos desta nova reforma ambiental.

Quando chegou a hora de trabalhar com esse tema, a primeira pergunta que nos veio à cabeça foi “como vamos dar uma aula de leis para o ensino médio”? Pensando e discutindo em grupo, chegamos a uma proposta de unificar a teoria e a prática, para trabalhar de uma forma lúdica com os discentes. O lúdico surgiu então através da criação do Programa Bom dia PIBID, o qual foi escrito pelos bolsistas do grupo. A inspiração para a criação do programa, veio do programa Hoje em Dia da tv Record, apresentado atualmente por Ana Hickmann, César Filho, Renata Alves e Ticiane Pinheiro.

Logo criada para Programa Bom dia PIBID. Fonte: Arquivo pessoal,por Leonardo Henrique T.

Fonte: Site R7.Foto - Apresentadores do programa Hoje em Dia, Reprodução/Rede Record.

Antes mesmo de começar a aula, houve a preparação do cenário para a apresentação. Foi montada uma pequena estrutura que lembra-se um cenário de tv de um programa. Também utilizamos como suporte os recursos de multimídia, os quais se transformaram em um telão interativo, onde os apresentadores utilizavam durante a dramatização com imagens e vídeos.


Abertura do Programa Bom dia PIBID. Edição - Leonardo Henrique T.
Trilha sonora - Instrumental do Programa Hoje Em Dia

Conteúdo programático da aula teórico-prática:

- Abertura e introdução do assunto com a plateia;
- Áreas de Preservação Permanente (APPs);
- Reserva Legal;
- Anistia aos crimes ambientais;
- Redução e descaracterização das APPs.
- Isenção de reserva legal para imóveis com até 4 módulos fiscais em todo o país;
- Entrevista ao vivo sobre -  Cadastro Ambiental Rural (CAR) e outros tópicos já mencionados anteriormente com uma produtora rural;
- Redução da reserva legal na Amazônia e também em áreas com vegetação;
- Compensação de áreas desmatadas em um Estado por áreas de floresta em outros estados ou bacias hidrográficas;
- Reportagem investigativa - As empresas que burlam as leis do novo código florestal;
- Divulgação da Campanha S.O.S Minas Gerais do IFSULDEMINAS;
- Encerramento.





Programa Bom dia PIBID
Elenco:
Apresentadora Cintia Benini - Clécia Alves
Apresentador Rodrigo Benes -  Leonardo Henrique Thimóteo
Ambientalista e Presidente da Confederação de Meio Ambiente Dr. Magda Renner - Natália Goulart
Agricultora Sebastiana - Larissa Batista
Repórter Ana Paula Padrão - Adrieli Silva
Faxineira Jarilene - Larissa Batista
Diretora do Programa - Adrieli Silva
Ednair - Clécia Alves
Assistente de Palco - Larissa Batista
Resumo:
A dramatização foi composta por dois apresentadores Cintia Benini e Rodrigo Bones, os quais conduziram o Programa Bom dia PIBID. Com a ajuda de uma convidada a Ecóloga, Ambientalista e Presidente da Confederação de Meio Ambiente Dr. Magda Renner, foram debatidas e esclarecidas todas as dúvidas, conforme os tópicos descritos no conteúdo programático, por meio de explanações sobre o que é?, justificativas das mudanças, e por fim uma discussão  o ponto de vista realista. Sobre a mesa sentados ou de pé frente ao telão, foram contextualizados os assuntos com imagens e vídeos. Posteriormente surgiu ao vivo no palco, uma reportagem com a repórter Ana Paula Padrão, que entrevistou a agricultura Sebastiana. Nessa entrevista foram abordados pontos debatidos no programa e questionado o saber do novo código florestal, por parte da agricultora, a qual desconhecia muitas partes e se encontrava em uma situação irregular, perante a nova legislação. Retomando ao programa após o termino da entrevista, foram debatidos mais alguns pontos, e sequencialmente foi projetado no telão uma reportagem investigativa sobre as empresas que prestavam serviços burlando o novo código florestal. Por fim foi feita uma divulgação da Campanha S.O.S Minas Gerais do IFSULDEMINAS, que buscava arrecadar galões de água, para as vítimas da tragédia do Vale do Rio Doce.
Obs.: Posteriormente foram surgindo demais personagens não mencionados, em pequenas situações do programa.

Reportagem investigativa - As empresas que burlam as leis do novo código florestal. 
Produção - Bolsistas do grupo.




Enfim, a metodologia utilizada foi eficaz, pois alcançou o objetivo da aula, a qual visou passar um assunto de difícil compreensão, pesado e extenso, de uma forma descontraída por meio da ludicidade, possibilitando um aprendizado sobre a nova legislação ambiental.




Infelizmente devido ao cronograma escolar com os eventos, as provas e recuperações previstas, acabou impossibilitando o retorno do programa com novas aulas, sendo assim, está foi a nossa última na aula do semestre.Fica aqui o nosso agradecimento a todos os nossos alunos, da Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida, e ao Programa PIBID por nos proporcionar uma experiencia fantástica na atuação com a docência.   







Texto: Grupo.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015


Agricultura Convencional x Conservacionista


Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida

Bolsistas: José, Bruno, Bruna e Júlia.
Supervisora: Leda Maria
     
     No dia 28 de Setembro de 2015, realizamos com os alunos uma aula expositiva dialogada cujo tema foi Agricultura Convencional x Conservacionista.
Procuramos passar para a turma as características principais de cada tipo de Agricultura, apontando também os pontos positivos e negativos de cada uma.
Mostramos inicialmente como se encontra a Agricultura Atual do Brasil, sendo ele um dos maiores produtores de alimentos do mundo, dando destaque aos principais alimentos comercializados.
Foi falado sobre a história da Agricultura Convencional, sobre o suporte que recebe dos os fertilizantes químicos, assim como sua visão mais voltada para a produção.  Entre seus objetivos, dentre muitos negativos também destacamos que a agricultura convencional visa aumentar a disponibilidade de alimentos, diminuindo assim a fome mundial.
Ao falarmos sobre a Agricultura Conservacionista, destacamos: a sua baixa dependência de insumos fora da propriedade e do complexo do agronegócio, seu comprometimento com a conservação dos recursos naturais á longo prazo assim como a importância da cooperação entre os agricultores para a prática da agricultura conservacionista.
Ao final da abordagem sobre os dois tipos de agricultura, inserimos uma questão para a turma: “Qual é a melhor maneira de se aumentar a produtividade de alimentos saudáveis, ricos em nutrientes e, ao mesmo tempo, reduzir a quantidade de terra, água e energia necessária?”.
Assim, realizamos um debate onde os alunos participaram dando sua opinião, propondo alternativas e tirando dúvidas.

 

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Grupo: Bruna Aparecida Araújo, Bruno L. R. Melo, José N. Neto e Júlia

Professora supervisora: Leda Maria

Corredores Ecológicos e Polinizadores

As aulas referentes aos temas Corredores Ecológicos e Polinizadores, foram ministradas na Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida, na cidade de Muzambinho – MG, no dia 14 de Setembro de 2015 para as turmas dos 8º anos A, B e C do ensino fundamental.
Foi utilizado método expositivo e dialogado, com a utilização de recursos multimídia como suporte visual, para melhor compreensão e desenvolvimento do tema.
As aulas foram planejadas de modo a contextualizar um apanhado geral sobre o tema, enfatizando os focos de interesse, visto que os temas são amplos e um aprofundamento do mesmo requer mais tempo.

Foi falado sobre a importância dos corredores ecológicos na conservação, reprodução e dispersão de sementes, garantindo biodiversidade tanto na fauna quanto na flora, numa tentativa de amenizar os impactos ambientais causados pelo homem.  Também foi passado aos alunos quão grande a beleza e a importância dos polinizadores no nosso dia a dia, e as possíveis causas e consequências de alguns desses animais estarem diminuindo. Levamos “curiosidades” a respeito de plantas carnívoras. Os alunos demonstraram bastante interesse sobre os temas em questão, sendo bastante participativos e curiosos.

domingo, 6 de dezembro de 2015

Semana para a Educação

          No dia 04 de Dezembro de 2015, retornamos a Escola Estadual Cesário Coimbra para um trabalho muito importante com os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental: a "Semana para a Educação", onde foi montado na escola uma sala de exposição dos trabalhos do PIBID, os alunos puderam apreciar os seus trabalhos sobre reportagens e informações sobre "A Tragédia de Mariana", o banner que foi exposto em Itajubá no Encontro Mineiro ForPIBID sobre o varal de exposições referente ao tema "Biomas Brasileiros" e também apresentamos a eles o nosso Blog PIBID - BIOLOGIA-MUZAMBINHO.
         Podemos perceber o quanto essa exposição foi agradável aos alunos, pois eles apreciaram com bastante afinco tudo que lhes era apresentado.
        Componentes do grupo: Adriana, Akiiany, Dayse, Thamiris e Tiago





quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Circuito de Práticas e Jogo

No dia 26 de Novembro de 2015, retornamos à Escola Estadual Cesário Coimbra para trabalharmos uma metodologia de aula diferenciada com os alunos dos nonos anos do Ensino Fundamental, turmas: 9º A, 9ºB, 9ºC e 9ºD.

Em primeiro, os alunos apresentaram os seus trabalhos onde pesquisaram reportagens e informações sobre o assunto "Tragédia de Marina", tema da aula anterior.

Logo em seguida, introduzimos o Circuito. Esta aula teve uma especifidade diferente, pois inserimos alguns conteúdos ministrados no semestre inteiro através de práticas e jogos elaborando um circuito com os alunos, dividindo-os em grupos e fazendo revezamento . As atividades se deram por uma prática relacionada a Fitoterápicos, uma prática relacionada a Polinizadores e um jogo sobre Agricultura Orgânica e Conservacionista.

Notamos que houve bastante interesse dos alunos, pois eles participaram das práticas e do jogo.

Componentes do grupo : Adriana, Carol e Tiago.





domingo, 29 de novembro de 2015

Aula Prática 03 - Júri Simulado

PIBID 2015 - Segundo Semestre


Grupo: Natália Goulart, Adrieli Martins, Clécia Alves, Larissa Batista e Leonardo Henrique 
Prof. (a) supervisora: Jaqueline Castelo Branco
Cidade: Muzambinho - MG           Séries: 1°e 2° ano do ensino médio    
Escola: Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida    


Prática

Aula 6 - O julgamento: Júri simulado 
Dia - 13/11/15

No dia 13 de novembro de 2015, foi realizada a aula prática sobre a temática ''Agricultura Convencional e Conservacionista e os Impactos Ambientais'', com turmas do 1º e 2º ano do Ensino Médio, na Escola Estadual Professor Salatiel de Almeida. A aula prática foi intitulada como: O julgamento: Júri simuladoO júri simulado é uma dinâmica na qual visa uma simulação de um tribunal judiciário.




Metodologia



Antes mesmo de começar a aula prática, houve a preparação do cenário para a atividade.Foi montada uma pequena estrutura que lembra-se uma sala de tribunal, com mesas e carteiras, as quais continham uma identificação para os participantes do julgamento.






Inicialmente, foram escolhidos 5 alunos (voluntariamente), cada um deles por meio de um sorteio pegou um papel, o qual delegava uma função no júri simulado.Logo após o sorteio, os discentes tiveram que escolher os membros que integrariam as suas equipes, e isso aconteceu da seguinte forma:

- Os alunos que tiraram o papel com as funções de advogado de acusação e de defesa, deveriam escolher mais 4 pessoas para integrar a equipe;

- O aluno que ficou com o papel de testemunha, podia escolher mais 5 pessoas; 

- O aluno que ficou com o papel de jurados, podia escolher mais 4 pessoas;

- E somente com exceção do réu, que deveria permanecer sozinho no julgamento.

Observações: O número de representante nas demais equipes variou de acordo com a quantidade de alunos nas turmas. A função de juiz ficou a cargo de todos os 5 bolsistas, que mediaram todo o processo.

Descrição das funções no júri simulado:

- Réu: Chamado em juízo para responder em ação civil ou por crime.

- Advogado de acusação: Formula as acusações contra o réu ou ré.

- Advogado de defesa: Defende o réu ou ré e responde às acusações formuladas pelo advogado de acusação.

- Testemunhas: Falam a favor ou contra o réu ou ré, de acordo com o que tiver sido combinado, pondo em evidência as contradições e enfatizando os argumentos fundamentais.

- Corpo de Jurados: Ouve todo o processo e a seguir vota: Culpado ou inocente, definindo a pena. A quantidade do corpo de jurados deve ser constituído por número ímpar (3, 5 ou 7).

- Juiz: Dirige e coordena o andamento do júri.

Após todos os alunos se acomodarem em suas devidas posições,o julgamento foi iniciado e o juiz apresentou a situação problema para os discentes, e isso foi feito com o apoio dos recursos de multimídia.Em relação a esse ponto foram elaboradas 3 situações problemas,mas em função do tempo escolhemos apenas uma.O problema exposto para os alunos foi:



Apresentado o problema aos alunos, foi dado um tempo de 5 minutos para se preparam previamente, para defender ou acusar o réu com argumentos convincentes.O réu podia se juntar com os advogados de defesa, para ajudar  com os argumentos.É válido se ressaltar, que como auxílio foram deixados sobre as carteiras papeis(papel de reuso) e canetas, para a utilização dos discentes.






Terminado o tempo, cada grupo lançou a sua tese inicial, defendendo seu ponto de vista na medida em que surjam réplicas e tréplicas. Durante o julgamento, os advogados de acusação e defesa, podiam chamar as testemunhas para testemunhar contra ou a favor do réu. Os jurados ficavam atentos aos argumentos, e faziam anotações para apresentar ao juiz. Posteriormente ao julgamento, o juiz pediu para os jurados darem sua opinião e dizerem qual argumento foi mais convincente. Após a fala dos júri, o meritíssimo pediu um tempo aos membros da audiência  para tomar uma posição.





Esse momento foi de extrema importância para os bolsistas, visto que os mesmos deveriam dar um veredito final, baseando-se em todo contexto apresentado no julgamento. Ao se reunirem e analisarem suas anotações feitas ao decorrer do evento, todos os juízes esporam suas opiniões a respeito dos argumentos e tomaram uma posição. Das 4 turmas participantes da aula, em 3 destas, os advogados de acusação ganharam a causa, e em 1 turma, os advogados de defesa e de acusação apresentaram argumentos tão convincentes, que não foi possível tomar uma posição, e foi decidido marcar outra audiência.




Esta aula foi bastante produtiva, pois os alunos se mostraram muito interessados no julgamento. O envolvimento pela atividade proposta foi nítido e surpreendente, sem ao menos pedirmos muitos alunos se levantaram e se dirigiram ao meio para falar, usaram palavras adequadas para se reportarem perante ao juiz, e chegaram até mesmo a perguntar como poderiam se portar no julgamento.Também não podemos nos esquecer da criatividade que foi marcante,cada turma com a sua história. Destacamos aqui a nossa satisfação enquanto ao uso desta metodologia, visto que conseguimos perceber o real aprendizado das turmas, que se basearam em muitos contextos expostos em aulas teóricas ministradas anteriormente em sala.Contudo o objetivo desta aula foi despertar e promover o senso crítico, alcançando assim, a contextualização do conteúdo.





Referências Bibliográficas:

MACEDO, Giélia Silva. Como fazer um júri simulado. Disponível em <http://www.mundojovem.com.br/dinamicas/como-fazer-um-juri-simulado>.Acessado em: 10 de nov. de 2015.

ARAGUAIA, Mariana. JÚRI SIMULADO: CLONES. Disponível em:<http://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/juri-simuladoclones.htm>. Acessado em: 10 de nov. de 2015.

AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros. Orientação sobre júri simulado para jovens. Disponível em: <http://www.amb.com.br/cej/sub_jurisimulado.html>. Acessado em: 10 de nov. 2015.

LAUTERT, Elin. Elaborando e discutindo o júri simulado.Disponível em: <http://www.colegioisraelita.com.br/index.phpoption=com_k2&view=item&id=153:elaborando-e-discutindo-o-j%C3%BAri-simulado>. Acessado em: 10 de nov.2015.


Texto: Grupo.

Discussão sobre a tragédia de Mariana - MG com os alunos de 9º ano na E.E. Coronel José Martins

          No dia 18 de Novembro foi abordado o assunto sobre a tragédia em Mariana (Minas Gerais) com os 9° anos da Escola Coronel José Martins. Foram mostrados vídeos e diversas imagens de como aconteceu, por que aconteceu e também as inúmeras consequências de umas das maiores tragédias ambientais do Brasil. 




          Os alunos se mostraram bastante interessados sobre o assunto e também um pouco surpresos e chocados com a destruição causada pela enchurrada de lama, desde o rompimento das barragens até sua chegada no oceano. Durante a aula algumas questões foram levantadas, entre elas estão: 

A tragédia de Mariana poderia ter sido evitada?
A SAMARCO (empresa responsável pelas barragens) está dando toda a assistência necessária ás famílias atingidas que estão agora desabrigadas?
Haverá consequências para a SAMARCO?
Os danos ao meio ambiente são reversíveis?
O subdistrito de Bento Rodrigues será recuperado?
Qual o posicionamento do Governo Federal perante os fatos?
•       O Rio Doce, grande atingido pela lama, está mesmo morto?




          Também foram mencionadas as doações recebidas de todos os lugares do Brasil, de como o país se sensibilizou e de como o trabalho dos bombeiros e dos voluntários está ajudando a minimizar o sofrimento das famílias atingidas.





domingo, 22 de novembro de 2015

Tragédia em Mariana - MG

          No dia 18 de Novembro de 2015, retornamos a Escola Estadual Cesário Coimbra para conversarmos com os alunos do 9º ano do ensino Fundamental sobre uma assunto muito relevante, duas barragens da mineradora Samarco se romperam na cidade de Mariana (MG), na última quinta-feira (5). Nessas barragens havia lama, rejeitos sólidos e água. Esses detritos são resultado da mineração na região.
          Visamos esclarecer dúvidas dos alunos referente a algumas questões como: 
  • O que aconteceu em Minas. Por que tem um monte de cidade cheia de lama.
  • Qual é  o tamanho do estrago.
  • De quem é a culpa disso.
  • Essa lama pode contaminar as pessoas.
  • A região vai se recuperar.
  • Que empresa é essa, Samarco? É do governo?
  • Dá para ajudar o pessoal de lá? Como eu faço?
          Notamos que os alunos prestaram muita atenção, pois fizeram várias perguntas sobre o assunto, e houve até uma mobilização por parte deles para arrecadação de donativos para enviar às vítimas da tragédia em Mariana. 
          Componentes do grupo: Adriana, Akiiany, Carol, Dayse, Thamiris e Tiago.